Itaipu e Sanepar se unem para melhorar o saneamento básico
10/07/2024 10:24 em GERAL

Convênio assinado entre Itaipu, PTI e Sanepar prevê um investimento de R$ 184,4 milhões na implantação de sistemas sustentáveis de esgotamento sanitário em seis cidades da região lindeira: Santa Helena, Medianeira, Itaipulândia, Missal e Serranópolis do Iguaçu. Detalhe: R$ 71,1 milhões sairão dos cofres da binacional.

Nesta semana estão sendo iniciadas as obras em Missal, cujo detalhamento foi feito em audiência pública realizada na noite desta segunda-feira (8). Até meados de 2025 serão implantados mais de 52 quilômetros de rede coletora, duas unidades de bombeamento e 12 quilômetros de tubulações que levarão o esgoto coletado até a estação de tratamento. Essas obras custarão R$ 19,44 milhões e irão beneficiar diretamente 2.500 famílias, o equivalente a mais de 90% dos moradores da cidade.

"Investir em saneamento básico é investir na saúde e no futuro de nossa comunidade. Com o programa Itaipu Mais que Energia, nós da Itaipu Binacional estamos não apenas ampliando a infraestrutura de esgoto em Missal, mas também reforçando nosso compromisso com a preservação do meio ambiente e o cuidado com a água, que é a matéria-prima essencial para a geração de energia da Itaipu", ressaltou na ocasião o diretor-geral da Itaipu, Enio Verri.

"Este é um passo importante rumo à universalização do saneamento no Paraná e representa o compromisso da Sanepar em antecipar a meta do Marco Legal do Saneamento que é a de atingir 90% de cobertura com esgoto em 2030", ressaltou a gerente regional da Sanepar, Polyana Varlett.

O mesmo convênio também amplia a estação de tratamento de esgoto de Itaipulândia, que receberá o efluente de Missal para o processo de tratamento. A distância entre as duas cidades é de aproximadamente 9 quilômetros. (Foto: Divulgação Sanepar)

COMENTÁRIOS